26.2.10

Será que faz aqui falta mais algum sinal?

8 comentários:

Bortial disse...

Ó Sr.Atalaia: em vez de tirar a foto e depois a publicar só para que depois a achincalhem, porque não consultou o Presidente da Junta para esclarecer a situação? Eventualmente algum funcionário a colocou lá sem consultar o seu superior hierarquico, e como não terá habilitações ao nível dos conhecimentos do ordenamento do trânsito, incorreu no problema.
Não é desta forma que o Tramagal avança. É com diálogo, e o actual Presidente, não merecia que lhe fizesse isto!
Só falta enviar a foto para o programa da SIC "nós por cá"...
Viva o Vitor Hugo!
Viva o Tramagal!

Atalaia disse...

Não sei se foi colocada por algum funcionário na eventualidade.Mas pergunto:Isto funciona assim como diz, ou tem quem mande executar?...Então não há quem supervisione os trabalhos diários?...Áh já agora...Ou teria sido a comissão nomeada para a nova disposição de transito na Vila?...Segundo se diz por aí,ou já foram nomeados,ou estão para ser...Para si: Não disse, nunca direi,porque se fosse eu, nunca deixaria fazer uma coisa destas...Sempre fui muito responsável!...Percebeu?Para um bom entendedor 1/2 palavra basta.Espero que esteja incluído no universo dos bons entendedores.

TZ disse...

Estas histórias de sinais e "sinaleiros" são engraçadas, vê-se de tudo... Não é típico do Tramagal, é típico de não pensar um bocado quando se faz o trabalho da colocação, ou de orientações dadas sem conhecimento da realidade.
Os sinais são caros, não convém desperdiçar. Mas, no caso, atendendo à saída do estaleiro da Junta, à existência da EN 118, à possibilidade de poder o tráfego que faça intenção de descer a rua surgir de ambos os lados da EN 118 e à necessidade de garantir elevados padrões de segurança, é bom que se analise e resolva com cuidado, recorrendo aos diversos tipos de sinalização vertical e horizontal.

Atalaia disse...

Amigo TZ
Obrigado pelo seu ponto de vista bastante correcto.Tal como eu penso, que pessoas quando deixam por vezes a responsabilidade a outras,ficam expostas a este tipo de situações criticas.Também acho que neste caso,a sinalização adquada seria a horizontal e nunca a vertical como está. Caracterizo esta situação como sendo um (PLEONÁSMO) na sinalética de transito.

Lamacheira e Barca disse...

Ideal era vender um destes sinais e comprar um espelho para colocar num dos muitos cruzamentos que dele necessita.
Mas este não é um problema novo. Já vem do primeiro mandato do anterior executivo.

Atalaia disse...

O sinal está mal não tenhamos dúvidas,o mais adequado para resolver esta situação seria o horizontal (deitado no chão)ou substituí-lo por um sinal com o significado «PROIBIDO DE VOLTAR À DIREITA».Mas tal como o amigo BORTIAL diz,encontra-se à espera que alguém mui dignamente, se resolva informar o executivo da JFT,que este sinal de trânsito não devia estar ali.

João Baptista Pico disse...

Ironia do destino, a questão de existirem tantos puridos era essa?!
Pesava-lhes na consciência ou queriam mudar a imagem de "marca esquerdizante": NADA de colocar o necessário sinal de "PROIBIDO VIRAR À DIREITA"!!!
O comentador das 22:59, nem foi tanto pelos pesos na consciência, nem pela imagem de "marca esquerdizante", foi mais pela "memória histórica". E com tal peso essa memória que trocou a designação de "Virar à DIREITA" por outra mais profunda no seu subconsciente, em jeito de lapsus linguae e vai de escrever muito comprometedoramente a proibição não de "VIRAR", mas sim, aquela que mais o aterrorizava : "PROIBIDO VOLTAR À DIREITA"!!!
Já estava com receio de VOLTAR ao antigamente, aos tempos da "Borboleta"...
Há coisas que não mudam, mesmo proibindo...

Atalaia disse...

Eu até sou destro...Mas não em política,porque para esses todos,da esquerda à direita ,até que não mude de ideias C-g--i.Que me desculpem os entendidos...Mas não sou aleijadinho graças a Deus.