8.3.10

O suficiente para os activar será uma peça idêntica a esta? ...

7 comentários:

TZ disse...

ui, uma torneira... o País não está para luxos... já viu o que é mandar um canalizador de Abrantes ao Tramagal? Essas curvas todas... e não calha ainda é precisso abrir alguma vala... ui... e os contadores? hã? quem é que vai pagar essa aguinha? concerteza não vão querer também que seja a Câmara a pagar a água... ou que fique aí a correr para quem quiser beber à vontade... isso não é assim, ... tenham calma...
...
..."my friend isto do watter supply no Tagus Valey" não é à balda... primeiro vai fazer-se um estudo para desenvolver as recomendações da agenda e avaliar o tipo de projecto a enquadrar no plano... estamos a falar de desenvolvimento sustentável e a estratégia definida passa por uma avaliação exaustiva das diversas questões... ... o meu amigo tenha calma, ainda agora foram eleições... estamos a pensar na possibilidade de se fazer um concurso de ideias com o apoio da Ordem dos Arquitectos para a instalação dos fontanários todos ali atrás da Cooperativa,... tá a ver? assim em fila indiana?... por ali abaixo... ... vai ficar giro... e vão deitar água do Luso...
a ideia é que os utentes do Aquapólis depois vão de bicicleta pela ciclovia da velha EN118 encher as suas garrafinhas de água ao Tramagal... ... mas é preciso ter calma, Roma e Pavia não se fizeram num dia... não é? :)

Lamacheira e Barca disse...

É a lei da rolha!!

TZ disse...

Já vai para ano e meio que alertei neste blogue para o abandono a que foram votadas as fontes e fontanários do Tramagal.
Aquando das eleições autárquicas houve partidos que propuseram reparar os fontanários.
Não tenho a presunção que o que aqui escrevo seja lido e inluencie decisões das grandes cabeças dos altos cabeços, lá diz o povo: "vozes de burro não chegam ao céu"... Mas tenham piedade de nós: se os SMA não conseguem fazer o trabalho adjudiquem-no a um pequeno empreiteiro local. Logo logo deixa de chover e era bonito que a Primavera trouxesse os espaços das fontes e fontanários do Tramagal devidamente embelezados e operacionais.

Atalaia disse...

Amigo TZ
Sempre pensei que a àgua não é um luxo...Mas sim um bem imperativo de 1ª necessidade,de qualquer forma aceito a sua metáfora.Quanto ao Lamacheira & Barca, no que refere no seu comentário penso que também tem toda a razão,pois eles falam, falam e depois não fazem nada...Vão aos arquivos da Rádio Tágide e da Rádio Antena Livre, e ouçam o que foi dito e prometido no TEATRO DE S.PEDRO,sobre esta matéria e depois comentem aqui neste Bolg.Post.

Lamacheira e Barca disse...

Basta ler os "panfletos" das campanhas. Mas há que dar tempo, o programa era para toda a <>...

Atalaia disse...

Claro que todos dizemos que ainda é cedo,mas deixe que lhe diga que amanhâ também pode ser tarde,isto passa depressa e amanhã já pode haver alguém que não veja,talvez por ironia do destino.Como condição humana é lógico que nós, à medida do nosso crescimento,ficamos com entusiasmo na expectativa de quando nos dão as coisas que nos prometeram,e quando surgem ficamos muito contentinhos não acha?...Neste caso, ficaria muitíssimo contente, porque começariam as atribuições do prometido.E já agora...Não coloquem apenas torneiras:Façam-lhe também uma conservação de pintura...Ficam mais bonitos com água e a cara laváda...«OS FONTANÁRIOS e os QUE PROMETERAM»!!!

TZ disse...

Eu cá para mim, a ideia dos SMA não deve ser pôr os fontanários a trabalhar.
O tom em que falam disso na sua página web:
http://www.sma.cm-abrantes.pt/?lop=conteudo&op=8ebda540cbcc4d7336496819a46a1b68&id=6788076842014c83cedadbe6b0ba0314

leva a crer que vão ser desmontados e levados para uma sucata no Olho-de-Boi ou demolidos e atirados para um qualquer valado.
Os Srs. que gerem a água em Abrantes parece não reconhecerem qualquer valor aos fontanários, partilharão das mesmas ideias que levaram o marco para o "cu de judas" e o substituiram por aquela tristeza de "cascata".
.
Caro Lamacheira e Barca
Dar tempo? Acho que não vale a pena. O "Comunidade+Viva" do Tramagal era tão poucochinho que já tá quase tudo feito o que nos cabe em sorte nos próximos 12 anos: nada.