29.12.09

Assim está bem. Com dignidade, à boa maneira dos TRAMAGALENSES.

4 comentários:

pedro oliveira disse...

Caro Atalaia,

Quem não tem dinheiro, não tem vícios.
Provavelmente tem mais valor a tabuleta desenhada pelo ex-guarda-redes dos Águias do Cruxifixo («rebeca» ou «rabeca»?... lembro-me que Vítor Hugo era conhecido por uma daquelas alcunhas [alcunha de família, segundo me parece]) que o novo-riquismo santamargaridense.
Provavelmente em vez de luzinhas e pisca-piscas coloridos seria melhor terem veículos e pessoal que conseguisse uma intervenção rápida que possibilitasse a desimpedimento da Nacional 118 e o rápido restabelicimento da circulação.
Ou não?

pedro oliveira disse...

Ou não...
Se em vez dum rápido restabelicimento (maldita água mineral) conseguisse um rápido restabelecimento, aí sim, aí estaríamos de acordo que o importante não são as luzinhas a piscar, é a vida... a andar.

Atalaia disse...

Tenho pena que não tivesse visto o Tramagal como eu vi às 8H da manhã as pessoas que se deslocavam nos passeios entre o Ecomarchê e Largo dos Combatentes,tinham de fugir ou eram encharcados, devido ao mau escoamento das SARGETAS; até metia dó...Então isso não conta?...Sobre a tabuleta;Navegue no Site Portugal NO SEU MELHOR que encontra lá parecido com o dito...OK?... Não abunda dinheiro;Concordo!...Com o imperfeito e desleixado é que não.Sobre as máquinas de que fála,e da intervenção rápida,foi defacto interventivo,mas essa actuação não lhe pertencia mas sim às EP.Mas esteve em interveção uma máquina da CM de Constância possívelmente a pedido do nosso conterrâneo CALADO presidente da junta de Stº Margarida da Coutada.

manuel marques disse...

Um abraço para todos os tramagalenses e que o ano novo, vos traga tudo de bom.